Cabo Maciel critica edital do processo seletivo para escolas de tempo integral da PM

SEGUNDA-FEIRA, 05 DE NOVEMBRO DE 2012

Presidente da ACSPMBM-AM Cabo Maciel sempre atento ao problemas da Polícia Militar deparou com o Edital da SEDUC que inverte a distribuição de vagas dos alunos dos Colégios da PMAM

Cabo Maciel promete recorrer ao Ministério Público
O deputado estadual Cabo Maciel (PR) criticou na manhã desta quinta-feira (1º), da Tribuna da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEAM), o edital de processo seletivo das escolas de tempo integral da Polícia Militar (PM), no que diz respeito o percentual da destinação de vagas aos filhos de policiais militares e bombeiros. Segundo ele, o Edital 001-2012, de processo seletivo para escolas em tempo integral, ano letivo 2013, publicado pela Secretaria de Estado de Educação e Qualidade de Ensino (Seduc), com base no artigo 34, parágrafo 2º da Lei Federal 9.394, de 20 de dezembro de 2004, e Resoluções nºs 17 e 70 de 2011, do Conselho Estadual do Amazonas, tornou público os critério, regido por processo seletivo. De acordo com o parlamentar, a lei é clara quanto à distribuição das vagas, que será de 30% para candidatos dependentes de policiais militares e bombeiros e 70% a candidatos civis. “Mas quero crer que o secretário Rossieli Soares tenha cometido erro de digitação, porque a lei é objetiva, apesar de que há anos não está sendo cumprida. Quando foi criado o Colégio de Tempo Integral da Polícia Militar, 70% das vagas seriam para atender filhos de policiais e bombeiros da policia militar do Amazonas e 30% para civis, mas no edital as coisas ficaram inversas”, disse Cabo Maciel, pedindo ao secretário que faça uma análise da ordem, que segundo ele, está ilegal. Ano passado, como ressaltou, a coisa funcionou do jeito que está publicado. Cabo Maciel denunciou, ainda, a quantidade de bilhetes que são recebidos para matricula de alunos. Chega a ser vergonhoso. “Os filhos de policias não estão tendo vez”, disse ele.
Reforma de creche da PM
Os filhos dos policiais ficam na Creche
O anúncio da reforma da creche da Polícia Militar “Infante Tiradentes”, no bairro Petrópolis, Zona Cento-Sul de Manaus levou o deputado a agradecer a iniciativa, ao Governo do Estado, por meio do Fundo de Promoção Social (FPS). Segundo ele, com 26 anos de existência, a creche atende mais de 500 crianças. “É uma luta do comando e associações pelo trabalho em prol das crianças, filhos de funcionários e oriundos da comunidade”, disse ele, ao fazer agradecimento especial à presidente do Fundo de Promoção Social (FPS) e primeira-dama do Estado, Nejmi Aziz, que anunciou a medida após uma visita à entidade, que contava somente com o apoio de voluntários da Polícia Militar e da comunidade para realizar serviços de melhorias nos ambientes. No local são oferecidas diversas atividades lúdicas educacionais, aulas de dança e teatro.

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s