3 MOTIVOS PARA COMEMORAR

QUINTA-FEIRA, 03 DE JULHO DE 2014

Foram votadas hoje no plenário da Aleam três matérias de autoria do deputado estadual Cabo Maciel, A Lei complementar 86/2014 chamada de lei da compulsória que trata da idade limite aos 59 anos, que altera a Lei -1154 de 09/12/1975 que dispõe sobre o estatuto dos policiais militares do Estado do Amazonas,logo após a pec dos 25 anos de aposentadoria Especial e a pec dos 29 anos no qual o policial militar e o bombeiro militar ao completar 29 anos de serviço poderão receber sua promoção posterior antes de ir pra reserva, todas aprovadas por unanimidade, demonstrando assim o compromisso do mesmo com a classe.

10487363_305098806324098_2956806592410398661_n

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Cabo Maciel vai ao Comando da PMAM cobrar cursos para CFC e CFS respeitando os mais antigos

QUARTA-FEIRA, 02 DE JULHO DE 2014Imagem

O Presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa do Amazonas(Aleam), deputado estadual Cabo Maciel (PR) foi ao Comando Geral da Polícia Militar do Amazonas cobrar a aplicação da Lei de Carreira dos Praças da Polícia Militar e Bombeiro Militar do Amazonas, com a promoção imediata de 30% dos militares mais antigos da corporação. Cabo Maciel exigiu que fosse respeitado os 30% do que determina a Lei de Carreira de sua autoria, respeitando os militares mais antigos, evitando assim que os novinhos venham ser beneficiados em detrimento de outros.  Cabo Maciel, reuniu-se com o Comando da PMAM, ACSPMBM-AM, Associação das Mulheres e AME, onde ficou decidido que a PMAM irá promover o Curso de Formação de Cabo(CFC), com duração de 30 dias, Curso de Formação de Sargento(CFS)com duração de 45 dias. Os Cursos serão oferecidos para os Militares que ainda não possuem o Curso de Habilitação. A lista com os nomes dos Policiais será divulgada no Boletim Geral da Instituição nos próximos dias.

Deputado Cabo Maciel cobra aplicação da Lei de Carreira dos Praças da Polícia Militar

TERÇA-FEIRA, 01 DE JULHO DE 2014

Imagem

Da tribuna da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), nesta terça-feira, o deputado estadual Cabo Maciel (PR) cobrou do Comando da Polícia Militar do Amazonas a aplicação da Lei de Carreira dos Praças da Polícia Militar e Bombeiro Militar do Amazonas, com a promoção imediata de 30% dos militares mais antigos da corporação. Segundo o parlamentar, a demora no cumprimento da lei vem provocando a insatisfação da tropa. “Venho pedir ao comando, na pessoa do coronel Almir David, que localize dentro do efetivo da corporação os 30% dos praças que terão que ser promovidos na base da lei. Se um policial militar tem o curso ou não tem o curso isso não vem ao caso neste momento”, disse, contando ter se reunido, na manhã desta terça-feira, com o comandante da PM a quem sugeriu o cumprimento das promoções previstas em lei, com a posterior realização pelos praças contemplados do curso de habilitação. “O que não podemos é ter uma lei aprovada e a demora em fazer estas promoções acontecerem, desestabilizando a corporação. Se tem a necessidade de estar habilitado ou não, na própria lei diz que é obrigação da instituição promover este curso de habilitação”, observou.

Cabo Maciel precisa de 13 votos para aprovar a PEC dos 25 anos dos PMs

TERÇA-FEIRA, 24 DE JUNHO DE 2014Imagem

Sem expor a tropa, nem seus familiares em movimentos que podem causar prejuízos futuros em sua carreira profissional, o presidente da Associação de Cabos e Soldados da PM/BM no Amazonas, PM/RR deputado Cabo Maciel precisa da metade e mais um, 13 (treze votos) para aprovar a PEC dos 25 anos, que garante aposentadoria especial para os Policiais e Bombeiros Militares do Amazonas. Cabo Maciel aproveitou o feriado e o final de semana para articular com alguns deputados, sobretudo aqueles que tem base no interior para que estejam esta semana na Assembleia Legislativa para votar em sua propositura. Em sua justificativa, Cabo Maciel destaca a insalubridade e o desgaste causado ao Policial e Bombeiro Militar no desempenho de seu trabalho, sobretudo aquele que atua na rua.

Cabo Maciel tenta aprovar Lei dos 59 anos para os Militares

QUARTA-FEIRA, 18 DE JUNHO DE 2014

CABO-MACIEL-PR-12-572x381-383x170

O presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa do Amazonas(Aleam), deputado Cabo Maciel(PR), espera por parecer favorável das Comissões Técnicas para colocar em votação a Lei Complementar da aposentadoria compulsória aos 59 anos de serviço. Lembra Maciel que existem hoje 80 policiais, na reserva, ameaçados de serem despromovidos, e uma grande quantidade de policiais que já estão completando idade para a compulsória. Maciel disse que, na época, a PM alterou na Lei de Ingresso, elevando para 28 anos o limite máximo para ingressar na corporação, mas não alterou a compulsória do policial militar. “A Lei Complementar vem fazer reparos a esses 80 policiais, que estão ameaçados e vem garantir aos que vão para a reserva continuar ganhando por cada ano um dia, uma vez que essa Lei da compulsória passará a idade limite de soldado a coronel, para 59 anos de serviço”, disse. Segundo Cabo Maciel, hoje a idade limite para o cabo da PM ir para a reserva é 51 anos. “Se ele entra com 28 e completa 51 está com 23 anos na polícia. Se vai para a compulsória, ele vai ganhando apenas 23 dias no mês, sem ter direito a promoções”.